sexta-feira, 6 de julho de 2012

UM NOVO TEMPO!


Queridos leitores - seguidores ou ocasionais - dessa humilde Varanda,


Obrigada pela companhia!
Por um tempo indeterminado, ficarei sem atualizar o blog, como já vinha acontecendo. Fui agraciada com UM NOVO TEMPO em minha vida, rico de coisas boas, entre elas sonhos que há tempos estavam escondidinhos. Só me resta vivê-los; mas para isso, minhas prioridades devem ser reorganizadas.
Todo o arquivo do blog ficará no ar, intacto, pronto para ser revisitado, como também já vem ocorrendo.
CARPE DIEM!
Sejam felizes!
Fiquem na paz - na verdadeira paz que só um Deus Vivo e Verdadeiro pode lhes dar! E Ele está disposto, é só chamá-lO!
Beijocas!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Ao AmOr

Ah, o amor!!!
Talvez seja o assunto mais comentado na vida real, na ficção e pelos poetas, mas como é difícil falar do amor. Sim, pois cada pessoa tem suas experiências - boas ou ruins - e em cada uma delas, milhares de peculiaridades fazem com que sejam únicas (uma redundância bem cruel, mas real, rs!). 
O que dizer então? 
Hoje, digo que para aprender sobre o amor é necessário, antes de qualquer coisa, disposição, pois mesmo que o resultado não seja um final feliz, foi ao menos uma boa experiência. E toda boa experiência gera aprendizado: o que se deve fazer, o que não se deve fazer.
E, como não há receita para esse tal amor, fica  a dica para uma deliciosa MAÇÃ DO AMOR.  Caso esteja só nesse 12 de junho, namore uma maçã do amor! Um prazer, no mínimo, doce!!!


    INGREDIENTES:
  • 6 maçãs
  • 6 palitos de sorvete
Calda::
  • 1/2 xícara de chá de glucose de milho ( Karo )
  • 2 xícaras de chá açúcar
  • 4 gotas de corante vermelho

MODO DE PREPARO:

  1. Lave as maçãs e enxágüe bem
  2. Introduza um palito de sorvete no local do cabo
  3. Reserve
Calda:
  1. Em uma panela, coloque o açúcar e a glucose
  2. Leve ao fogo e deixe ferver por aproximadamente 8 minutos (não mexa mais)
  3. Após isto, junte as 4 gotas de corante
  4. Cozinhe por aproximadamente um minuto e desligue
  5. Passe pela calda as maçãs reservadas
  6. Coloque-as sobre uma assadeira virada ao contrário e untada com manteiga
  7. Deixe secar

quarta-feira, 16 de maio de 2012

QuAnTo CuStA sEr Um HoMeM?


Algo que li recentemente, e explica muita coisa...

A perda da masculinidade nos nossos dias

Texto de Paul Washer



Nas escrituras e em muitas civilizações havia esta noção de que o macho ou era um menino ou era um homem. Não há muitos jovens que gostam de ser chamados de meninos. Então, havendo apenas duas opções, um jovem iria se esforçar para se tornar um homem, pois não quer ser um menino. Mas esta falsa ideia de “modelos evolucionários” trouxe uma terceira categoria: adolescentes.
Então agora quando um garoto atinge a idade de onze, doze anos, ele é chamado de adolescente. E é dito a ele que ele tem que se autodescobrir, buscar autonomia, ser rebelde, etc.
Mas a bíblia não ensina que exista um período assim. E esta fase é perfeita para o cara preguiçoso, que quer experimentar os privilégios de um homem, mas não quer assumir as responsabilidades de um homem, e continua agindo como um menino, até a idade de trinta anos. A responsabilidade primordial de um homem santo é gerar homens santos. A responsabilidade primordial de um pai é investir sua vida, a todo custo, para criar seus filhos, de maneira que eles cheguem a idade de 17 ou 18 anos e possam assumir o título de homem.
Alguns jovens me perguntam: “Quando eu devo começar a namorar?”. O namoro é algo recente, cultural, que nasceu nos últimos cem anos para cá. É algo recreacional. Você quer sair com uma garota… por quê? Porque você quer os privilégios de ter uma parceira ao seu lado, mas sem assumir as responsabilidades de ter uma parceira. Então, quando eu posso começar a me relacionar com alguém do sexo oposto? Quando você se tornar um homem.
E o que quer dizer se tornar um homem?
De acordo com as escrituras, em primeiro lugar, é ser capaz de ser o líder espiritual de uma mulher e de uma casa. Antes disso, biblicamente, você não é considerado um homem. Não é apenas ter a capacidade de fazer isto, mas é assumir a responsabilidade, o peso nos seus ombros, de guiar espiritualmente sua família, ensinando e sendo exemplo.
Além disso, você estar pronto para proteger sua família. Não significa ser cheio de músculos, mas ter o caráter forte e necessário para enfrentar as adversidades que batem a porta. Não é obrigação de sua esposa fazer isto. É sua responsabilidade se colocar na porta para que sua mulher nunca tenha que enfrentar os problemas e seus filhos tenha um lugar seguro para crescer e se desenvolver.
Quando um rapaz pode iniciar um relacionamento?
Quando ele pode ser um provedor para aquela pessoa. Por exemplo, se seu pai e sua mãe ainda pagam suas contas, “você não tem o direito” de pensar em alguém do sexo oposto. Apenas porque você atingiu certa idade não quer dizer que pode participar de tudo o que diz respeito a um homem. Você pode ter vinte e um anos e ser ainda um menino. A bíblia sempre trata com homens: “e por esta razão o homem deixa seu pai e sua mãe para se unir a mulher”.
Esta ideia de namoro recreacional, “estou com ela porque gosto dela”, não existe na bíblia, nem mesmo nas culturas dos povos, exceto na cultura moderna ocidental. Os cristãos têm pelo menos cinco relacionamentos antes de se casarem, então quando chegam ao altar, cinco partes deles estão espalhadas por aí. Eles não são uma pessoa completa. Você não pode entrar em um relacionamento, de qualquer tipo de intimidade, sem deixar uma parte de você mesmo para trás.
Não existe na bíblia a ideia de um garoto, debaixo do teto de seus pais, se alimentando da mesa deles, sustentado por eles, irá sair e se divertir com alguém do sexo oposto. Ela diz que para estar junto com alguém você deve deixar seu pai e sua mãe.
Então, tudo o que conhecemos terá que ser mudado? Exatamente. Mas se você é jovem, você crescerá rápido e se disser: “Eu não posso mais ser um garoto ou brincar com as coisas de garoto, e ao mesmo tempo esperar ter a permissão de participar nos privilégios de homens”.
Pais, é sua principal responsabilidade que quando seus garotos atingirem 18 anos, eles sejam homens. E por que a masculinidade bíblica se perdeu nos dias de hoje? Eu perguntava para um grupo de garotos: “Vocês estão no ensino médio. Vocês já escutaram seus amigos conversando sobre como crescer e se tornar um homem de verdade, desenvolver o meu caráter, ser capaz de tomar conta de mim mesmo, depois encontrar um esposa e criar uma família santa?” Não, eles estão todos brincando com Playstations e coisas assim.
Eu morei em uma tribo no Peru por muitos anos. Lá, quando um garoto tem 14 anos ele pode se casar, porque ele pode construir sua casa, pode fazer uma plantação, pode lutar para defender sua tribo de outras tribos. Mas na nossa cultura, a época do colégio é pura diversão, sem essa noção de “Eu tenho que me tornar um homem”. Depois, vem a universidade, que nada mais é que um colégio com pessoas mais velhas, onde o mesmo espírito permanece:
“Vamos pra festa! Vamos andar por aí com nossos amigos! Vamos continuar a nos divertir”.
E alguns, quando saem da universidade, continuam:
“Ótimo, agora eu tenho dinheiro, posso comprar mais Playstations! Posso ter mais hobbies e comprar brinquedos mais caros”.
E claro, eles querem sexo, então entram em um relacionamento. Mas, mesmo após o casamento, nunca assumem a responsabilidade de seu relacionamento. Pois não sabem que estão casando com uma esposa, acham que estão casando com uma “mãe”, então querem que o tratamento de “mãe” continue.
Os pais tem essa ideia de que quando seus filhos atingem a idade de 12 anos, 11 anos (e a idade continua diminuindo), e começam a pensar sobre o sexo oposto é chegada a hora de eles entrarem em relacionamentos. Este não é o sinal de Deus de que seu filho deve entrar em um relacionamento, mas é o sinal de Deus que é hora de começar a trabalhar a sua masculinidade, para que com o tempo ele se torne um homem e possa entrar em um relacionamento. O mesmo vale para as meninas. A ideia de ter garotos e garotas de 12 e 13 anos se relacionando é doente.
O pior erro que você pode cometer é chegar para um de meus garotos e dizer: “Você é jovem, bonito, porque você não arranja umas namoradinhas?”. Eu vou lhe parar no mesmo instante e lhe manter distante dos meus filhos. Jovens garotos devem estar construindo castelos, lutando contra dragões e lendo Crônicas de Narnia.
O que acontece é que quando aquela faísca aparece, não há ninguém para direcioná-lo. Quem lhe ensina sobre isto é a televisão, revistas e outros garotos como você. É gasto muito tempo conversando sobre garotas, e jogos, e passeando por shoppings, e todo aquele tempo que deveria ser usado para desenvolver masculinidade e feminilidade é jogado fora.
Nos anos 60 e 70, nós quisemos dar ouvidos a grupos de feministas e homossexuais que queriam nos ensinar a como criar nossos filhos. Nós deveríamos ter ido nas escrituras, nas veredas antigas, nos caminhos do Senhor.
Houve o tempo em que os homens eram respeitados por colocarem comida na mesa. Agora, isto não é suficiente, você deve colocar dois carrões na garagem. E muitos homens e mulheres estão trabalhando e não é para colocar comida na mesa, é para comprar todos os brinquedos que a sociedade compra, pagar pelos seus hobbies e a crianças são esquecidas.
Sua obrigação não é dar às crianças todas as coisas que você nunca teve, pois foram as coisas que você nunca teve que fez de você o homem que você é hoje, e são estas coisas que você nunca teve e que você dá aos seus filhos que estão transformando-os em inúteis. Não devemos dar as nossas crianças tudo o que não tivemos, devemos dar a elas nós mesmos, um mentor, um pai, um líder.
Verso 19 de Gênesis 3 diz: “Do suor da tua face tu comerás o pão…”. Há tempos atrás, apenas pessoas milionárias viviam em mansões. Mas, na nossa sociedade moderna, achamos que qualquer pessoa que trabalhe meio-período tem o direito de morar em uma casa destas. Achamos que merecemos tudo, e que temos o dever de viver o estilo de vida que os ricos famosos vivem.
Não, não caiam na falsa ideia de que merecemos uma vida fácil, com várias férias, podendo viajar quando bem quisermos que podemos terminar nosso trabalho no final do dia, trazer comida para casa, depois sentar na poltrona e ficar ali como um tronco de madeira morto, porque você merece. Isto está errado. Você deve viver do suor do seu trabalho. Esta é sua vida como homem. Você tem muitas obrigações a cumprir e pouco tempo para descansar. Sinto muito, isto é masculinidade.
Em suma, devemos acordar bem cedo, ir trabalhar, voltar para casa, e então nosso real trabalho começa. Temos uma esposa em casa para cuidar que precisa de muito mais do que apenas trazer comida. E temos crianças que precisam ser discipuladas e mentoreadas. Então, desabamos na cama, para acordar no dia seguinte e fazer tudo de novo. Esta é a razão pela qual a mulher deve cuidar da casa e viver para seu marido, pois a vida dele é viver para eles.
Nossa cultura prega que devemos ter uma vida fácil. Quando a queda aconteceu, no jardim, a vida fácil foi embora. Muitos homens trabalham, e eles odeiam isso, e eles ficam com suas famílias apenas o tempo suficiente para fazer o mínimo, e então podem fugir de seus trabalhos e de suas famílias para fazer algo que realmente gostem, e suas vidas ficam sempre nestes hobbies, nos esportes, em descansar, e outras coisas.
A única maneira de achar contentamento nesta vida é vendo o seu trabalho e suas responsabilidades nesta terra como ordenanças de Deus e aguardando sua recompensa no céu, realizando o trabalho que lhe é proposto e tirando sua alegria do fato de agradar a Deus ao assumir a responsabilidade de sua masculinidade.
Então não podemos praticar esportes ou descansar? Podemos, mas não tanto quanto gostaríamos, ou tanto quanto meus amigos, que não são casados ou não tem filhos. Existem fases diferentes em nossas vidas. Onde está seu coração? A verdadeira alegria não está em continuar sendo um menino eternamente, apenas com brinquedos mais caros e continuamente sendo cuidado por uma mãe, seja ela sua mãe mesmo ou sua esposa. A alegria e o contentamento vêm de assumir sua responsabilidade que lhe foi proposta por Deus, de prover para sua família, e não apenas coisas físicas, pois isso é apenas uma pequena parte da provisão.
A pessoa mais importante na face da terra para um homem deve ser sua esposa.
E vice-versa. 
Uma terrível ilustração para isto é que, se eu estiver em um barco com minha mulher e meus filhos, e o barco estiver afundando, e apenas eu souber nadar e for capaz de salvar apenas uma pessoa, eu devo salvar minha esposa. Você já deve ter escutado: “Não há amor como o de mãe”, isso é errado, a bíblia fala que não há amor como o amor de um pai.
Você sabe porque tantas mulheres são tão ligadas as seus filhos?
Porque suas necessidades emocionais que deveriam ser supridas por seu marido não o são, então elas buscam esse suporte emocional nos seus filhos. O problema é que as crianças não foram feitas para nutrir emocionalmente os pais. Se o marido amar a esposa mais do que tudo, as crianças olharão e dirão: “Meu pai ama minha mãe mais do que tudo neste mundo. Este lar está seguro como uma rocha, papai não vai a lugar nenhum”. E a filha dirá: “Então é assim que um homem deve tratar uma mulher. Meu pai trata minha mãe como se fosse uma rainha. Eu não irei aceitar nada menos do que isto”.


sábado, 28 de abril de 2012

qUaL é O sEu LuGaR ?

    O sentimento de estar perdido é terrível, e todos nós já passamos por uma experiência dessas, seja enquanto crianças ou já adultos. Abre-se um vazio e tudo o que queremos no momento é uma referência de onde estamos e para onde podemos ir. Natural... diria até que uma experiência excelente para testar nossa identidade, personalidade e valorização ao que é realmente importante; afinal, vamos em busca somente do que é valioso enquanto estamos à procura "daquilo" ao qual nos perdemos. Quando crianças, só queremos reencontrar nossa mãe - da qual nos perdemos em uma loja de departamentos, mesmo com tantos brinquedos chamando nossa atenção; e quando adultos, buscamos o caminho pra casa, mesmo que nosso destino fosse outro lugar.
    Mas o que chamamos de "nossa casa"? Um lugar feito de tijolos ou madeira? Não... Nossa "casa" é nosso lugar no mundo, onde temos a certeza de um aconchego, de segurança. É aquele lugar onde a roupa, a comida e o ambiente tem o cheiro que nos agrada. É onde nos escondemos e nos encontramos. É onde sabemos que devemos estar.
    Não há sentimento mais desagradável do que o "não saber para onde ir", não ter uma referência de "seu lugar", ainda que não seja mais a casa de nossos pais. Nosso lugar é aquele onde desempenhamos nossos talentos e atividades para a qual fomos criados; onde "tudo se encaixa". É o lugar de paz!
   Muitos preferem viver como seres errantes, de um lugar ao outro, sem destino, sem parada, sem raízes. Mas mesmo esses, precisam de seu porto seguro, daquele ambiente onde sabe que vai retornar sempre que for necessário, e achará seu aconchego.
   Hoje, acredito ser imprescindível saber qual é meu lugar e tê-lo como referência. Pois mesmo que embarque em uma longa jornada e me distancie dele, saberei que ali sempre terei meu aconchego, meus cheiros preferidos, meu "lugar secreto".
    Qual é o seu lugar?

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

PaRa OuViR, cOnHeCeR, cAnTar e BAIXAR!!!

     Faz pouco tempo que descobri alguns artistas que fazem da internet um meio de divulgação de seu trabalho disponibilizando álbuns inteiros para "baixar" - totalmente gratuito!!! Pois é... Nunca fui muito ligada a determinados  downloads por julgar ser uma forma de pirataria, mesmo sem fazer uso do material para comércio. E, claro, quando gosto do artista, apoio o trabalho de verdade, comprando material original. Politicamente correta? Não, apenas respeito!
     Dentre os artistas que conheci nesse tempo, destaco o trabalho de DANNI DISTLER que, desde que conheci, permanece nos meus aparelhos sonoros em casa, no carro e na caminhada. Com um som leve e marcante, "Mr. Distler" - como também é conhecido - consegue me fazer dançar e pensar ao mesmo tempo, devido ao suingue e conteúdo de qualidade que suas composições trazem. 
   Tentei escolher alguma já "preferida", mas foi difícil, pois gosto de várias. Então, indico uma que me faz rir delicadamente por retratar uma fase que tenho vivido:


    Para conhecer mais sobre o trabalho desse excelente artista: http://www.dannidistler.com/perfil.php
    E para fazer o download de um de seus álbuns: http://apenasmusica.net/banda-da-semana/danni-distler-ao-vivo-no-proibido-pessoas-perfeitas/
    E pernas para o ar nessa Varanda, ao som de boa música!!!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

PaRa AdOçAr...


    Sim... eu acredito que vale à pena encarar a vida de forma mais leve e doce!

    Diariamente, nos deparamos com tantas notícias ruins, maldade, gente fazendo bicho e gente sofrer, que se não colocarmos "lentes cor-de-rosa" nos olhos, corremos o risco de nos contagiar e passar a vida cada vez mais diante de um céu nublado.
    Outro dia, ao acordar para trabalhar às 5h30 da "madruga", abri a janela e com os olhos ainda pesados de sono -  e muito, muito calor- fui surpreendida com um espetáculo incrível protagonizado pela Lua! Sim, ela ainda estava lá no céu, formosa, enorme, linda e clara, como que imitando o pôr-do-Sol em plena madrugada. Não tive outra reação, senão a de querer gritar pra todo mundo ouvir (e acordar, claro!!!) sobre o quanto aquele momento estava sendo mágico. E ainda bem que nenhum vizinho me xingou...rs!
   Passei o dia todo pensando em como desperdiçamos os melhores momentos da vida enquanto vivemos o ciclo vicioso do "trabalhar - ganhar dinheiro - pagar contas". Tenho refletido muito sobre os valores que a sociedade tem colocado para a minha vida e o que é realmente importante. Afinal, ninguém sabe se haverá outra chance de abrir os olhos e contemplar tamanha beleza ali, bem na minha janela. Não há como saber se outros bons amigos estarão disponíveis e presentes em nossas vidas daqui alguns anos. Não há como prever se haverá um "até logo" ou um definitivo "adeus". 
   Fico feliz, muito feliz por estar aprendendo a lição do "menos" para ser mais sábia. Muito conhecimento não significa sabedoria, mas o despojar-se de coisas inúteis, o viver com simplicidade e, claro, o amor à vida e ao próximo.
    E que venham muitos brigadeiros!!!


Tirinha: www.bichinhosdejardim.com 

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

PaRa CoNhEcEr...


MARCELO JENECI  - um paulista que vale - e muito! - a pena ser ouvido uma, duas, tantas vezes. Fica a dica da matéria publicada no site da Revista BRAVO! - http://bravonline.abril.com.br/materia/nossa-aposta-marcelo-jeneci

OBS: Chego a sentir cheiro de queijo com goiabada vendo esse clipe...